Chuva curitibana

O inverno curitibano terminou com bastante chuva e a primavera começou com ainda mais chuva. É água que não acaba mais. Isso me fez lembrar um texto do publicitário Ernani Buchmann, ex-presidente do Paraná Clube, o qual conheci nos tempos em que trabalhei na Stella Barros Turismo. O texto fala sobre a chuva em Curitiba:

“Chuva por exemplo. Quando chove de manhã, fique certo: chove de tarde. Se chove depois das quatro, nenhum problema: vai continuar chovendo três dias. Se começa de madrugada, continua de manhã. E assim vai. A chuva tem amor tão grande por Curitiba, e vice-versa, que as duas são inseparáveis. Começo a desconfiar ser a fidelidade a Curitiba que não deixa a chuva aparecer no sertão nordestino.”

O campo virou uma piscina. (28/09/2009)
O campo virou uma piscina. (28/09/2009)
Visão da janela de minha sala no Medianeira. (28/09/2009)
Visão da janela de minha sala no Medianeira. (28/09/2009)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.