Férias 2009 – Viagem ao Chile (Parte IV)

Nosso último dia no Chile amanheceu com o tempo fechado e um pouco de chuva. Levantamos bem cedo para terminar de arrumar as malas e fomos tomar café, os quatro juntos. O local onde é servido o café é na cobertura do hotel, com vidros para todo lado. Com o tempo nublado e chuva, mais ás várias árvores que não lembro o nome, mas que tem folhas iguais as do bandeira do Canadá, o ambiente estava meio “europeu”. Após o café a intenção era de sair comprar os últimos presentes e no meu caso, mais chocolates. Mas logo fizemos uma descoberta nada boa, de que o comércio só abre após as dez da manhã. Nem mesmo a padaria que ficava em frente ao hotel estava aberta. Então o jeito foi deixar pra comprar os últimos presentes no aeroporto, pagando bem mais caro.

Fechamos a conta no hotel por volta das 09h30min e seguimos rumo ao aeroporto. Lá chegando fomos fazer o chekin e depois demos uma volta para fazer algumas compras e também para matar o tempo, pois ainda faltavam duas horas para nosso vôo. Depois de um tempo fui com o W@gner até o estacionamento devolver o carro e retornamos para nosso passeio pelo aeroporto. O Luis Cesar estava meio mal, com dores diversas. Até chegou a comprar um termômetro e brincamos com ele de que tinha pego a gripe suína. Ao meio dia entramos na sala de embarque, visitamos o Duty Free para ver as coisas á venda e logo fomos para nosso avião.

Embarcamos no mesmo 777 da vinda, o que garantia uma viagem confortável. Quando entramos na aeronave, ao passarmos pela classe executiva, vi o Xororó, da dupla Chitãozinho e Xororó e sua esposa (mãe da Sandy). Mostrei para o Luis Cesar, que mostrou para o W@gner e o Maico. Então fomos os quatro dar uma de tietes e pedimos para tirar foto com ele. Ele foi bastante simpático e disse que sim. Como o pessoal estava embarcando e não queríamos atrapalhar, tentamos ser rápidos na tietagem. Após algumas fotos nos despedimos e fomos para nossos Lugares. Depois descobrimos que na foto do W@gner, por culpa da pressa, ele ficou com metade da testa cortada na foto, o que gerou protestos. O Maico ficou reclamando que nem tinha conversado ou “tocado” no Xororó. Lógico que tiramos o maior sarro, pois o tal “tocado” não caiu bem.

Nossos lugares eram juntos novamente, só que dessa vez o Maico e o W@gner atrás, junto com uma oriental e eu e Luiz Cesar na frente sozinhos. O Luiz Cesar estava cada vez pior e cheguei a temer que realmente estivesse com a tal da gripe suína. No momento da decolagem ele ficou ainda pior e coloquei próximo a ele alguns saquinhos para vômito, que felizmente não foram necessários. O tempo estava todo fechado e foi assim durante toda a viagem, o que nos impediu de ver novamente a Cordilheira do Andes pelo alto. De vez em quando o Luiz Cesar pegava seu termômetro e media a temperatura. Esse processo era escondido, pois se algum comissário de bordo visse poderia implicar com ele e mandar que ele passasse pela vigilância sanitária no desembarque em São Paulo.

O vôo foi tranqüilo, consegui ver um filme e dessa vez não dormi. O almoço estava bom e fiz um “escambo” com o Luiz Cesar, que continuava enjoado. Em troca de um pãozinho mordido ele me deu sua salada, sobremesa e metade do seu frango. Acho que fiz um bom negócio.

Pelo monitor constatamos que esse Air Bus 777-300, voa mais veloz do que os outros aviões com os quais estávamos acostumados. Ele passou dos mil por hora, o que chega a ser um pouco assustador. Chegamos em São Paulo no final da tarde e fomos fazer os tramites burocráticos e passar pela alfândega. Tudo transcorreu tranquilamente, pois não trazíamos mercadorias fora do valor estabelecido por lei. Tentei mudar meu vôo para Curitiba que estava marcado para 22h30min, mas após enfrentar um fila vagarosa acabei perdendo o vôo da 18h30min da Tam e o jeito foi esperar até tarde da noite. Os meninos iam para Londrina quase no mesmo horário que o meu vôo, então passeamos um pouco pelo aeroporto, lanchamos e depois fomos sentar numa mesa, onde o Wagner aproveitou para organizar todas as fotos que nos quatro tiramos durante a viagem.

Nosso vôo chegou quase no mesmo horário que um vôo da Tam que vinha de Miami e que teve problemas com turbulência, sofrendo uma queda de altitude, onde alguns passageiros se machucaram. Deve ter sido uma experiência pouco agradável, pela qual espero nunca passar. Logo chegou meu horário de embarcar e os meninos me acompanharam até o portão de embarque, onde nos despedimos. Tinham sido dias intensos e agradáveis que passamos juntos, onde no futuro sempre estaremos lembrando de alguns momentos quando nos encontramos.

Na viagem até Curitiba, do meu lado foram sentados dois comissários de bordo da Tam. Um deles tinha conversado com um comissário que estava no vôo de Miami que teve problemas. Então ele veio contando os detalhes sobre o quase acidente e depois emendamos em outros assuntos sobre aviação. A conversa estava tão agradável que nem vi o tempo passar, quando percebi já estávamos pousando em Curitiba. Após o processo de desembarque consegui pegar o último ônibus executivo que sai do aeroporto e cheguei em casa pouco depois da meia noite. Daí fui desarrumar a mala e preparar o uniforme para o dia seguinte, pois as férias tinham chegado ao fim e o dia seguinte prometia ser de muito trabalho, problemas e stress. Agora é esperar as próximas férias e fazer planos para novas viagens e aventuras.

No hotel em Santiago. (25/05/2009)
No hotel em Santiago. (25/05/2009)
Aeroporto de Santiago. (25/05/2009)
Aeroporto de Santiago. (25/05/2009)
Wagão e seu filhote. (25/05/2009)
W@gão e seu filhote. (25/05/2009)
No avião, tietagem com o Xororó. (25/05/2009)
No avião, tietagem com o Xororó. (25/05/2009)
Recorde de velocidade e suculento almoço. (25/05/2009)
Recorde de velocidade e suculento almoço. (25/05/2009)
No aeroporto de São Paulo. (25/05/2009)
No aeroporto de São Paulo. (25/05/2009)

3 opiniões sobre “Férias 2009 – Viagem ao Chile (Parte IV)

  • 5 de julho de 2009 em 19:21
    Permalink

    Olá tudo bem?
    Meu que máximo essa foto, adoro eles são gente boa pacas.
    Poxa você poderia me mandar as fotos? Ficaria muuuuuuito feliz. Agradeço desde já.
    Abraço grande.
    Camila

    Resposta
  • 5 de julho de 2009 em 19:24
    Permalink

    Olá!
    Que bacana que vcs encontraram o Xororó e a Noely no avião. Eles foram comemorar o aniversário de casamento deles no Chile.
    Adorei as duas fotos!
    Se vc tiver mais fotos, poderia colocar aqui?

    Obrigada.

    Resposta
    • 6 de julho de 2009 em 18:02
      Permalink

      Oi,

      Ao entrar no avião quase que não vimos eles, que estavam sentados na primeira poltrona da classe executiva. Dai fomos lá pedir para tirar fotos e o Xororó foi bastante atencioso e simpático. Para não incomodá-los muito e não atrapalhar as demais pessoas que entravam no avião, fomos bem rápidos e seguimos para nossas poltronas. Na pressa as fotos não ficaram muito boas, meu irmão teve a “cabeça cortada”, mas mesmo assim valeu.

      Estou enviando as fotos que tenho para seu email.

      Abraço,

      Vander

      Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.