Se essa rua, se essa rua fosse minha…

Obra de arte na Rua Xv de Novembro.
Obra de arte na Rua Xv de Novembro.

Em meados de 1991, teve um concurso de arte promovido pela Prefeitura Municipal, onde muitas obras de arte foram instaladas pelas ruas de Curitiba. Muitas destas obras desapareceram e outras estão esquecidas. Uma das obras esquecidas e que sempre foi minha obra favorita, fica em plena Rua XV de Novembro, entre a Rua Barão do Rio Branco e Rua Monsenhor Celso, num dos lugares mais movimentados da cidade. Não recordo o nome da artista que compôs essa obra. Tentei buscar informações no Google mas não encontrei nada. A artista se inspirou numa antiga cantiga popular e fez uma pequena rua com pedrinhas de brilhante. Na verdade as pedrinhas são de vidro, mas quando a obra foi inaugura as pedras de vidro eram novas e brilhavam, formando uma bela obra de arte. Hoje em dia essa obra esta esquecida, suja e riscada pelos passos de milhares de pessoas que diariamente pisam nela. A maioria nem se da conta de que aquilo é (ou foi) uma obra de arte. Sempre que passo por ali com alguém, conto a historia de tal obra, que mesmo após tantos anos e depois de ter perdido sua beleza, continua sendo minha obra favorita e me trás muitas boas recordações das primeiras vezes que por ela passei.

Se essa rua
Se essa rua fosse minha
Eu mandava
Eu mandava ladrilhar
Com pedrinhas
Com pedrinhas de brilhante
Só pra ver
Só pra ver meu bem passar

Nessa rua
Nessa rua tem um bosque
Que se chama
Que se chama solidão
Dentro dele
Dentro dele mora um anjo
Que roubou
Que roubou meu coração

Se eu roubei
Se eu roubei teu coração
Tu roubaste
Tu roubaste o meu também
Se eu roubei
Se eu roubei teu coração
Foi porque
Só porque te quero bem

2 opiniões sobre “Se essa rua, se essa rua fosse minha…

  • 29 de abril de 2009 em 23:00
    Permalink

    Nossa! Que bacana adorei saber sobre essa história…
    Cheguei hj de Curitiba se tivesse visto esse post semana passada… certeza que iria fazer a foto lá.

    A cultura agradece essa informação, pessoas como vc que nos faz perceber a arte espalhada pelas ruas.

    Abs
    Eliane Luz – Foz do Iguaçu

    Resposta
    • 30 de abril de 2009 em 20:16
      Permalink

      Oi Eliane,

      Legal seu comentário e agrdeço o elogio.

      Essa obra era muito bonita na época de sua inauguração, as pedrinhas de vidro brilhavam e parecia mesmo ser de brilhantes. Infelizmente hoje ela está abondanada e esquecida e não deve durar muito tempo.

      Me ocorreu uma idéia, tão logo tenha tempo irei na Biblioteca Pública pesquisar em jornais da época mais detalhes sobre essa obra. Nem mesmo o nome da artista que a criou eu sei.

      Acompanhe o Blog que tão logo tenha novidades postarei aqui.

      Grande abraço,

      Vander

      Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.