O que se leva da vida…

O Wagão que me mandou esse vídeo. A letra é muito bonita e dá muitas respostas para questões que me incomodavam nas últimas semanas. Acho que chegou a minha hora de libertação, de dar um basta em tudo, jogar tudo para o alto e partir para novos rumos. Preciso de um recomeço em minha vida e com o aprendizado das últimas semanas será um recomeço melhor, onde não terei mais medo de tentar, medo de amar, medo de ser feliz. Me dei mal muitas vezes pelo excesso de cuidado, por planejar demais e achar que minha vida estava sob meu controle. Mas descobri da forma mais dolorida possível que nada está sob meu controle, que não consigo planejar tudo, que excesso de cuidados é prejudicial. Ás vezes temos que meter a cara sem medo de se machucar e agindo assim é que corremos maior risco, mas risco de ser feliz. E quem está no controle de tudo é Deus, eu não controlo nada, nadinha…

O Que Se Leva da Vida

Túlio Dek

Composição: Tulio Dek/Dj Cuca

[Paulo Miklos]
Leva na brincadeira
Não me leve a mal
Nem tudo é de primeira
Nem tudo é banal
Uma vida só é perfeita
Quando chega no final

[Tulio Dek]
O que passou, passou
Não volta nunca mais
O que passou, passou
E só experiência traz
Por isso que eu não vivo de passado
Sigo olhando pra frente
Com Deus do meu lado
Falar que vai correr atrás do tempo perdido
Falar que vai fazer o que não tinha conseguido
São meros desejos
Sonhos que já passaram
Pessoas que passam a vida se culpando porque erraram
Mas a parada é sempre olhar pra frente
Manter a cabeça fria
Mesmo embaixo do Sol quente
Junto com o DJ em cima da batida
Vou mandando a letra
Eu vou mandando a minha rima

O que se leva da vida
É a vida que se leva
O que se leva da vida
É a vida que se leva
Se tu vacilar então já era (x2)

E nessa levada
Eu vou levando a minha vida
E não to nem aí se alguém duvida
Se a vida é guerra
Então vou guerrear
Se é zoação
Então deixa eu zoar
E se no Arpex eu relaxo
Vou relaxar
E se na Lapa eu batalho
Quero batalhar
E se o mar tá bombando
Então eu vou surfar
E se as mulheres tão dando mole
Por que não aproveitar?
Se vai rolar a festa
Vamos festejar
Se a barra tá pesada
Vamos segurar
Se o mundo acabar
Vou improvisar
Se só amor faz bem
Então deixa eu amar
Se o teu amor é falso
Então sai pra lá
Se não tiver humildade
É melhor parar
Se tudo der errado
Então deixa eu te ajudar
Mas se eu pegar no mic
Não peça pra eu parar

O que se leva dessa vida
É a vida que se leva
O que se leva dessa vida
É a vida que se leva
Se tu vacilar então já era (x2)

Se o mundo é sujo
Quem sou eu para mudá-lo
Se o tempo é curto
Quem sou eu para encurtá-lo
Não deixo minhas palavras
Escorrerem pelo ralo
Porque minha mente é consciente
E eu não calo
Não quero nem saber se vou ser julgado
Se eu errei, foda-se o meu passado
Porque escrevo a letra
E passo o sentimento
Quem passa o sentimento
Tá ligado e é atento
Nadar contra a corrente
É voar contra o vento
Seja o meu som
Pesado ou lento
Se no teu recalque é onde eu cresço
Eu só lamento
Minha voz quebra o muro de Berlim
E não me contento

São como flechas de fogo
Que rasgam o espaço
Sem se quer desviar das nuvens
Deixam rastro
Não sou Bruce Lee
Nem Muhammad Ali
Sou um mensageiro
que um dia escrevi

O que se leva da vida
É a vida que se leva
O que se leva da vida
É a vida que se leva
Se tu vacilar então já era (x2)

Oque se leva da vida
(E o que se leva?)
É a vida que se leva
(E o que me leva?)
O que se leva da vida
(E o que se leva?)
É a vida que se leva

Então me leva, então me leva
(Então me leva)
Deixa a vida me levar, então me leva
(Então me leva, então me leva)

Então me leva, então me leva
Então me leva vida, então me leva
Então me leva, então me leva
O que se leva da vida é a vida que leva
(Então me leva…)
E essa é a vida que eu levo!

[Paulo Miklos]
Leva na brincadeira
Não me leve a mal
Nem tudo é de primeira
Nem tudo é banal
Uma vida só é perfeita
Quando chega no final
Não segue uma receita
É uma história sem moral
Você leva a vida inteira
E a vida é curta e coisa e tal
Se você não aproveita a vida passa
E tchau
Leva a vida mais simples
Que a morte é sempre ingrata
Se acabar ficando quites
É a vida que te mata

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *